domingo, 15 de agosto de 2010

Acredite no Inacretitável ...

sexta-feira, 6 de agosto de 2010

2ª Semana de Agosto de 2010

Na 2ª semana de Agosto de 2010 vale a pena ficar atento aos seguintes papéis :
- BRTO3
- BRTO4
- TMAR5
- TNLP4

Quando chega o fundo do poço ?

O "fundo" só chega quando "pouquíssimos" comprados vendem seus papéis abaixo da cotação vigente ...

Enquanto os gandes ou tubas ou seja lá o apelido que e queiram utilizar, "sentirem" que há algum "caldo na laranja", continuam espremendo até restar somente bagaço ...

sexta-feira, 16 de julho de 2010

SW de Análise - Fechamento 15/07/2010

Segue algumas dicas obtidas com base no fechamento de 15/07/2010, em mais um teste do Software de Análise que estou desenvolvendo :

Alta Confirmada:
RAPT4
SULA11

Alta a Confirmar Com Provável Queda Antes:
GFSA3
GPIV11
MNPR3

Alta Potencial Com Queda Antes :
BTOW3
HYPE3
MYPK3

Obs: Não estou recomendando compra nem venda, apenas acredito ser interessante acompanhar com atenção ...

sexta-feira, 2 de julho de 2010

Análise Geral Bovespa - Fechamento 01-07-2010

Quem me acompanha com freqüência possivelmente está a par do projeto que estou desenvolvendo para análise automatizada de todos os ativos listados na Bovespa, principal motivo pela minha falta de tempo em manter os meus Blogs atualizados ...

Para quem tem interesse, na madrugada de hoje gerei o primeiro teste completo de todos os ativos ...

O projeto ainda está longe de terminar e este é apenas um teste inicial para avaliar algumas funções para chegar ao resultado final ...

Apesar de ser apenas um teste inicial, junto com alguns testes anteriores, quando ainda estava "depurando" parte do código, vi que tem informações que "batem" com alguns recentes acontecimentos nas cotações ...

Como prometido, estou compartilhando estas informações (ver abaixo) ...

Mas lembrem-se é apenas um teste de um software que estou construindo nas horas vagas e com base em minhas análises e experiências pessoais, a responsabilidade de qualquer utilização destas informações para tomada de qualquer decisão cabe a cada um que as ler; eu não estou fazendo nenhuma recomendação de compra ou venda de qualquer ativo que seja ...

Desculpem, mas o editor do Blog não está deixando publicar o Html contendo a análise completa, acho que porque este Html contém formatações e tamanho não previstos/permitidos pelo Blog ...

Mais tarde vou tentar gerar imagens página-a-página e publica-las, assim ao menos, vocês podem ter uma visão das informações, mas sem poder manipula-las como seria possível se conseguisse publicar o HTML ou o XLS ...


Eis a imagem da 1ª página :

domingo, 18 de abril de 2010

BRTO3 e BRTO4 - Bom momento para entrada

BRTO3 e BRTO4 atualmente  já estão em valores que são excelentes para entrada (está com os menores valores dos últimos 30 dias, menores valores das últimas 30 semanas e menores valores dos últimos 30 meses), mas está havendo uma "queda de braço" que pode fazer cair um pouco mais ...

Eu acompanharia de perto esta semana do feriado de 21/04 em que possivelmente irá continuar a realização generalizada que começou na última sexta-feira (16/04/2010) e colocaria 50% do capital disponível;  e os 50% restante aguardaria uma possível queda (próximo ao suporte mais significativo) caso quem ganhe a "queda de braço" sejam os que estão tentando derrubar a cotação ...

BRTO3:
Cotação atual (16/04/2010) : R$14,77
Próximo Suporte mais significativo : R$10,47

BRTO4
Cotação atual (16/04/2010) : R$11,90
Próximo Suporte mais significativo : R$7,90

terça-feira, 30 de março de 2010

ACGU3 - ACUCAR GUARANI S.A. - Boa alternativa

Para quem procura por um papel com boas perspectivas de ganhos (40% a 100%) até o final de 2010 mas com baixa volatilidade, vale a pena dar uma olhada em ACGU3 que se encontra nos menores valores de cotação dos últimos 7,5 meses e com boas notícias nos últimos meses, que devem fazer a cotação começar a subir gradativamente.

Como sempre, os donos do jogo podem forçar fortes oscilaçaões antes de "liberarem" uma boa sequencia de altas.

Reportagens recentes que são excelente sinal de crescimento:

O patrimônio líquido da Guarani foi avaliado em 686 milhões de euros, ou R$ 5,83 por ação na cotação de fechamento em 9 de março, data em que os minoritários da área de cereais da Tereos, em sua maioria cooperativas, concordaram com a reorganização de suas participações na Tereos Agro e Tereos Participations, que serão as duas acionistas controladoras da Tereos Internacional.


Fonte: http://portalexame.abril.com.br/negocios/noticias/tereos-internacional-pretende-abrir-capital-544192.html
 
 
Amyris confirma parcerias com Cosan, Guarani e Bunge

08.12.2009 15h21
Por Eduardo Magossi


São Paulo - O presidente da Amyris Biotechnologies Inc, John Melo, confirmou que anunciará hoje parcerias com os grupos Cosan, Guarani e Bunge para produção de especialidades químicas a partir da cana-de-açúcar. A informação foi antecipada ontem pela Agência Estado. Segundo ele, essa parceria tem como base investimentos em usinas desses grupos em equipamentos e tanques de fermentação necessários para produção das especialidades químicas e também de diesel a partir de cana-de-açúcar. Nesses três grupos serão investidos US$ 200 milhões.

Fonte : http://portalexame.abril.com.br/negocios/amyris-confirma-parcerias-cosan-guarani-bunge-518088.html

quarta-feira, 17 de março de 2010

Formador de Mercado - Ações com mais Liquidez

Para garantir a liquidez das ações, em especial a dos papéis de segunda linha, a CVM aprovou, em julho, a regulamentação da Bovespa sobre o credenciamento e a atuação do formador de mercado (market-maker). O lançamento do formador de mercado ocorreu em São Paulo, em 24 de setembro. É uma pessoa física ou instituição que se compromete e tem por obrigação formar preço justo de determinados títulos, garantindo sua compra e sua venda num ambiente de liquidez. Os market-makers vão se credenciar para a tarefa que começa. A corretora Codepe saiu na frente, atuando para a empresa Celpe, de Pernambuco, cujos negócios em Bolsa aumentavam.


O perfil do formador de mercado foi apresentado para corretoras e empresas em videoconferências para Belo Horizonte, Curitiba, Porto Alegre e Rio de Janeiro. “Acreditamos que a maior parte dos interessados deve surgir mesmo no primeiro trimestre de 2004, quando será possível observar o bom desempenho desses profissionais”, diz o superintendente de Operações da Bovespa, Ricardo Pinto Nogueira.


Segundo o superintendente de Desenvolvimento do Mercado da CVM, Suli Fontaine, a autarquia já via a necessidade de ampliar a liquidez dos papéis via market-makers. “É necessário que haja agentes zelando pela liquidez e pela eficiência do mercado de renda variável. Em compensação, esse formador irá ser premiado, seja de forma financeira, seja pela construção de seu nome no meio”, argumenta Fontaine.


Companhias emissoras, acionistas controladores, empresas controladoras, controladas ou coligadas ao emissor e grandes detentores de ações poderão contratar corretoras, distribuidoras, bancos de investimento e bancos múltiplos com carteira de investimento para atuar como formadores de mercado de ações negociadas na Bovespa. O formador de mercado terá que comprar ou vender um lote mínimo de ações, definido pela Bolsa. O critério varia conforme o título e depende da negociação histórica, quantidade de ações existente e valor dos últimos pregões.


A Bovespa acompanhará toda a operação, que terá que obedecer a um “spread” máximo entre o preço de compra e o de venda do papel. Não haverá preço fora de mercado e quem quiser sair de uma posição ou comprar ações terá condições de fazê-lo sem receio. Como o formador de mercado irá atuar sempre por meio de uma corretora e seu modelo será competitivo – sem privilégio e em condições de igualdade diante dos demais aplicadores –, ele pode ser contratado por uma empresa com remuneração. Porém, terá que provar que tem papéis e dinheiro, pois será obrigado a comprar ou vender ações para manter a liquidez mínima do mercado. “O formador tem de colocar preço de referência e isso vai orientar os investidores. Ele também poderá obter seus ganhos com o spread”, explica Nogueira.


Espera-se que o formador de mercado dê aos investidores maior segurança quanto à regularidade dos negócios, em preço e quantidade. “Outra vantagem é que o market-maker não poderá sair do mercado sem avisar e terá que fazê-lo por um prazo mínimo de 30 dias”, explica. “Quando há liquidez, acabam aparecendo mais compradores e vendedores, reduzindo a necessidade de intervenção do formador”, diz Nogueira. (R.S.)

Fonte : http://www.bmfbovespa.com.br/InstSites/RevistaBovespa/88/FormadorMercado.shtml

sexta-feira, 12 de março de 2010

Como identificar bons pontos de entrada e saida

Analisem o histórico das cotações diaria, semanal, mensal e anual (tem site que dá isso de graça desde a IPO da empresa, ex: http://www3.cedrofinances.com.br/opHistoricalPrice.cedro); calculem os suporte e resistências, vejam se está em movimento de alta ou de baixa ...


Se não tiver condições/paciência de fazer uma planilha para fazer estes cálculos, apenas veja o comportamento das cotações nestes períodos (útlimos 30 dias, últimas 30 semanas, últimos 30 meses, útlimos 30 anos) ...


Com isto dá identificar bons momentos de compra e venda ...

Analisando o histórico (pode ser só nos finais de semana) dá para "desgrudar" do HB e identificar bons pontos de entrada e saida sim ... em todas, sem excessão (SMALL, MID, BLUE) ...


O motivo é simples ... Analisando o histórico dá pra ver a diferença da cotação entre o "hoje" e os útlimos 30 dias, 30 semanas, 30 meses e 30 anos ... Se a cotação "hoje" está entre as menores dos últimos 30 dias mas está subindo nos últimos 5 dias é uma boa indicação de que seja um bom momento de compra ... Se, simultaneamente aos útlimos 30 dias, isto estiver ocorrendo olhando para as últimas 30 semanas, melhor ainda ... Se, simultaneamente as útlimas 30 semanas, isto estiver ocorrendo olhando para os últimos 30 meses, não tem nem dúvida é compar e esperar subir ...

É uma estratégia que visa menor risco com maior potencial de ganho ...

Isto, no entanto, requer paciência e disciplina, pois o resultado pode demorar alguns meses, mas com certeza será positivo e pode ser "Muito" positivo ...

Atenção :

- Isto não dispensa por completo a necessidade de pesquisar, analisar e acompanhar a evolução da empresa, procurando saber desde que são os acionistas controladores, seus administrados, projetos e concorrentes ...

- Analisem o passado e o presente da empresa, mas, principalmente deixem a mente aberta para poder identificar o seu potencial de crescimento ... para isso leiam e releiam notícias que possam estar relacionadas à empresa ou ao seu setor de atuação ...

- Ao analisar o balanço financeiro, lembrem-se de que o resultado apresentado hoje pode ser o inverso no futuro, portanto não se baseie apenas nos números apresentados ...

sábado, 6 de março de 2010

Subscrição - Desmistificando o mito da diluição do valor da ação

O fato de haver subscrição não siginifica que haverá "diluição" dos valores das ações, como muitos imaginam ...


O que determina o valor das ações é o valor da empresa e o seu potencial de crescimento ...


Um exemplo muito claro a esse respeito pode ser visto com o que ocorreu com VCPA4 (VOTORANTIM CELULOSE E PAPEL S.A.) no início de 2009 ...


A cotação estava em R$8,xx; foi lançada subcrição com valor de R$12,xx ...


A maioria pensaria que isso era uma tremenda furada ...


Na epoca, após algumas pesquisas e análise eu achei que era uma ótima oportunidade, só não entrei porque não tinha mais capital disponível ...


Antes do final do prazo para subscrição, a cotação chegou a R$20,xx ...


Depois disso, até hoje, a cotação variou entre R$19,xx e R$28,xx ...

quinta-feira, 4 de fevereiro de 2010

Queda generalizada hoje (OV errada da Duratex)

Pelo que vi nas notícias do Infomoney o pânico foi causado por uma "OV errada" volumosa da Duratex a um preço bem inferior a cotação da hora, fazendo elas cairem em torno de 18% e obrigando a BOVESPA a acionar o mecanismo de proteção, iniciando um leilão destas ações ...


Como há ganhos exorbitantes acumulados nos últimos 12 meses, em diversos ativos, já era esperado que muitos estivessem com vários níveis de STOP armados ...


Um movimento fora do normal, como estes, pode fazer alguns investidores mais cautelosos a vender suas posições para garantir os lucros já obtidos em outros ativos, que por conseqüência faz disparar os STOPs destes outros ativos ...


Ai então acontece esse "efeito dominó" que se estende além do ativo em que este movimento começa ...

Eis o link da notícia sobre a OV errada da Duratex ... http://web.infomoney.com.br//templates/news/view.asp?codigo=1774594&path=/investimentos/

Importância do posicionamento com base em suportes

Hoje é um dia clássico para se verificar a importância de algumas recomendações simples mas que muitos insistem em ignorar :


- Compre em valores com base nos suportes e resistências;
- Os melhores momentos para se comprar são justamente aqueles em que o papel está a um bom tempo nos mesmos patamares de preço, principamente quando há bons volumes, mesmo que não tão frequentes;
- Evite entrar em meio a euforia, quando já houve aumentos significativos em termos de percentuais, pois a qualquer momento poderá ocorrer grande realização de lucros forçando a queda da cotação, mesmo que essa realização seja somente de alguns poucos investidores;
- Seja paciente; não queira ficar rico ou milionário da noite para o dia. Isto, eventuamente pode ocorrer, mas depois de já ter passado um longo periodo a espera deste acontecimento, desde que esteja bem comprado em um papel com potencial suficiente para isto;









quinta-feira, 28 de janeiro de 2010

terça-feira, 26 de janeiro de 2010

sábado, 23 de janeiro de 2010

JBDU4 - Panorama Completo (Explicações)

Algumas análises mais detalhadas sobre as planilhas da JBDU4 publicadas anteriormente:


Considerando últimos 30 dias:
-Aumento de volume financeiro bastante considerável desde 11/01/2010;
-Apresenta os maiores valores desse periodo;
-Está numa seqüência de alta sem apresentar tendencia de baixa;
-Pode continuar na seqüência de alta por mais algum tempo, mas é mais provável que se inicie uma sequência de queda ou estabilização;
-Suportes : R$0,13 R$0,11 R$0,11
-Resistências: R$0,17 R$0,19 R$0,22


Conclusões:
-Nos próximos dias "pode" oscilar entre R$0,11 e R$0,22;
-Para DTs e STs, excelente oportunidade, mas com elevado risco (é preciso muito cuidado e habilidade);
-Para quem pensa em menos de 6 meses, há oportunidade de ganho porém é um momento que oferece risco elevado, melhor aguardar uma melhor definição de tendência;


Considerando últimas 30 semanas:
-Aumento de volume financeiro bastante considerável desde a semana que iniciou em 11/01/2010;
-Apresenta os valores oscilando entre o maior e o menor desse periodo, ou seja, sem definição de tendência;
-Suportes : R$0,11 R$0,09 R$0,07
-Resistências: R$0,17 R$0,21 R$0,26


Conclusões:
-Nos próximos 6 meses "pode" oscilar entre R$0,07 e R$0,26;
-Continua excelente para DTs e STs, com os devidos cuidados;
-Bom para quem pensa além de 6 meses, mas é preciso acompanhar para identificar um bom ponto de entrada;


Considerando últimos 30 meses:
-Aumento de volume financeiro muito acima da média a partir deste mês de Jan/2010;
-Apresenta valores "médios" desse periodo, os maiores ficaram em Fev/2008, os menores em Abr/2009;
-Está numa boa seqüência de alta sem apresentar nenhuma tendencia de baixa;
-Deve continuar na seqüência de alta;
-Suportes : R$0,21 R$0,19 R$0,16 (Todos acima da cotação atual)
-Resistências: R$0,28 R$0,34 R$0,39


Conclusões:
-Nos próximos 12 meses "pode" chegar entre R$0,16 e R$0,39;
-Muito Bom para quem pensa em pelo menos 12 meses, mas é preciso acompanhar para identificar um bom ponto de entrada para não entrar em desespero em caso de oscilações que com certeza irão ocorrer ao longo deste período;


Obs:


-Olhando a planilha (eu que já estou acostumado), em poucos segundos, identifico tudo isto e sei se é um bom momento para compra ou venda; mas para escrever tudo isto aqui, procurando ser claro, demorei em torno de 60 minutos;

-Estas análises foram feitas com base nos números disponíveis até hoje e é provavel que haja alterações a medida em que o "mercado se movimenta"; porisso procuro identificar alguns ativos em que tenho condições de manter o foco, para sempre manter a planilha atualizada para corrigir desvios e rever estratégias;


Espero ter contribuido positivamente ...


Bons Negócios ...

P.S. : Continuo com foco total nas TOYB3 e TOYB4 ... Mas vou incluir a JBDU4 na minha lista das preferidas após as TOYBs ...

sexta-feira, 22 de janeiro de 2010

JBDU4 - Panorama Completo

Panorama completo para complementar os estudos do nosso colega SOCOMERCIAS:
- Diario : últimos 30 dias
- Semanal : últimas 30 semanas
- Mensal : útlimos 30 meses
- Anual : últimos 30 anos








quarta-feira, 20 de janeiro de 2010

Uma questão de milésimos

A bolsa de valores brasileira está próxima de se tornar um pregão de alta velocidade -- onde cinco operações de compra ou venda são feitas num piscar de olhos

No começo de 2010, a bolsa de valores brasileira deve entrar para o grupo dos pregões mais velozes do mundo. Assim que a Comissão de Valores Mobiliários, o órgão que faz o papel de xerife do mercado de capitais, der sua aprovação, gestores de recursos poderão colocar seus servidores a poucos metros do computador central da bolsa que processa os pedidos de compra e venda. Com isso, terão condições de fazer negócios em prazos de 10 milésimos de segundo -- será possível fechar cinco operações num período de tempo equivalente a um piscar de olhos. Hoje, os gestores de fundos conhecidos como "de alta frequência" colocam seus servidores dentro de corretoras e, na melhor das hipóteses, fazem uma operação em cerca de 40 milésimos de segundo. "As maiores bolsas do mundo já alugam um espaço próximo ao seu computador porque há muitos investidores interessados em lucrar com minúsculas diferenças de preço. Chegar antes vale dinheiro", diz Edemir Pinto, presidente da BM&F Bovespa.
Essa alucinada corrida contra o tempo diz muito sobre o funcionamento do mercado financeiro -- no mundo e, cada vez mais, no Brasil. Nele, o conceito de velocidade vem sendo sistematicamente redefinido. Para fazer um bom negócio é preciso fazê-lo antes de qualquer outro. Esperar por algumas dezenas de milésimos de segundo para concluir uma transação é esperar uma eternidade para algumas categorias de investidores. O principal motivo dessa mudança foi o crescimento dos fundos que usam softwares para analisar a trajetória de ações, títulos e moedas e que disparam automaticamente ordens de compra e venda. A lógica da maioria deles é completamente diferente da do investidor comum. Eles não querem comprar uma ação e ficar com ela por meses ou anos. A estratégia dos aplicadores de alta frequência é aproveitar distorções momentâneas de preço de papéis e índices para comprá-los quando estão baratos e vendê-los com lucro. Isso tudo num ritmo tresloucado, várias vezes por dia.

Com poder de análise e velocidade sobre-humana, as máquinas brigam entre si para ver qual consegue identificar uma oportunidade de ganho mais rapidamente. Mas o que tudo isso significa para o investidor comum? Para quem aplica em ações pensando no longo prazo, os efeitos são positivos. Diz Daniel Mendonça de Barros, sócio na corretora Link, de São Paulo: "Como compram e vendem continuamente, esses fundos dão mais liquidez ao mercado -- há compradores e vendedores para as ações mesmo em momentos de grande nervosismo nos pregões". Para os investidores que operam várias vezes ao dia -- os day traders, na expressão em inglês usada no Brasil --, as consequências são diferentes. Como tanto eles quanto os gestores de alta frequência buscam a mesma coisa -- aproveitar distorções momentâneas no preço das ações --, os day traders se tornam competidores da segunda divisão quando confrontados com o novo aparato tecnológico. "Um ser humano com a mesma estratégia de um software vai perder sempre. É o arco e flecha contra a metralhadora", diz Raphael Juan, executivo responsável por produtos da CMA, uma das líderes em softwares de negociação eletrônica no mercado financeiro brasileiro.

Nos Estados Unidos e na Europa, as novas armas de fogo do mercado financeiro são motivo de polêmica. Para alguns políticos britânicos, os softwares teriam subvertido a lógica do mercado de capitais ao transformar os pregões em videogame. Na visão desses críticos, os investidores de bolsa deveriam cumprir apenas o papel de provedores de capital para as empresas. Na mão contrária, os defensores dos softwares argumentam que eles são importantes porque, como exploram as distorções do mercado, tendem a diminuir a volatilidade dos pregões. Se uma ação está caindo demais sem justificativa, eles compram -- prática que muitas vezes suaviza as quedas. Outra questão levantada contra os gestores de alta frequência é a da competição desleal. Nos Estados Unidos, parte deles paga uma tarifa para ter acesso antecipado às ordens de compra e venda de outros investidores -- o que permite ajustar as estratégias de acordo com o mercado. Os executivos da BM&F Bovespa dizem que aqui essa prática é proibida e que não haverá privilégio.

No Brasil, o segmento dos fundos com softwares ainda é incipiente -- estima-se que não chegue a duas dezenas. Na bolsa de futuros, em que desde junho é possível alugar um espaço ao lado do computador central e fazer operações em 10 milésimos de segundo, os investidores de alta frequência respondem por 6% do volume diário. Nos Estados Unidos, o percentual é superior a 50%. Na Europa, é 35%. "A entrada da bolsa de valores brasileira no clube da alta velocidade deve tornar o mercado local mais parecido com o americano e o europeu", diz Cícero Vieira, diretor de operações e de tecnologia da informação da BM&F Bovespa. A expectativa é que, em três anos, os investidores de alta frequência respondam por 30% do mercado local. Para quem estiver interessado em operar com uma metralhadora nas mãos, um aviso: o desenvolvimento de um software competitivo custa mais de 2 milhões de reais. E economizar nesse quesito pode ser mortal. "Não adianta disputar uma prova de Fórmula 1 num Chevette", diz Marcos Duarte, sócio da gestora Polo Capital, do Rio de Janeiro.

--------------------------------------------------------------------------------

Fonte: http://portalexame.abril.com.br/revista/exame/edicoes/0959/financas/questao-milesimos-521769.html

domingo, 10 de janeiro de 2010

quinta-feira, 7 de janeiro de 2010

10 milhões de dólares por dia

Mais uma história muito interessante de sucesso em investimentos de risco ...

Em meio à maior crise financeira dos últimos 70 anos, um desconhecido investidor ganhou fama de midas das finanças. Foi quando John Paulson, até então um joão-ninguém no bilionário mundo dos hedge funds americanos, fez a mais bem-sucedida aposta da história. Ele ganhou 4 bilhões de dólares em 2007 justamente ao apostar que o mercado imobiliário entraria em crise.


Como isso foi possível? A aposta de Paulson teve como base a descoberta de que os preços de imóveis nos Estados Unidos tinham chegado a patamares insustentáveis, ao contrário do que especialistas afirmavam. O gestor investiu, então, bilhões de dólares na compra de seguros para títulos atrelados a hipotecas subprime (as de alto risco). Paulson imaginava que, quando a bolha estourasse e as pessoas tivessem dificuldade de pagar o financiamento de suas casas, a procura por esse tipo de seguro dispararia -- e seu preço, também. Se a bolha não estourasse, as perdas seriam pequenas, pois o custo do seguro era fixo. A aposta deu certo. Quando os bancos divulgaram balanços negativos em fevereiro de 2007, os papéis de Paulson, que não valiam quase nada quando foram comprados, dispararam. Em um dia, ele faturou 1,25 bilhão de dólares. Enquanto o sistema financeiro global começava a ruir como um castelo de cartas, o gestor americano iniciava seu período de glória.

Reportagem completa : http://portalexame.abril.com.br/revista/exame/edicoes/0959/financas/10-milhoes-dolares-dia-521775.html